Sistema de logística reversa será informatizado pelo MMA

O Ministério do Meio Ambiente – MMA firmou na semana passada um acordo de cooperação com a ABETRE e a AMBIOLUC, com o objetivo de informatizar o sistema de logística reversa que permite a destinação ambientalmente adequada do resíduo de óleo lubrificante usado e/ou contaminado.


O óleo lubrificante é classificado como um resíduo perigosos que contêm vários metais pesados, como por exemplo, o chumbo, cromo, arsênio, entre outros, e que deve ser encaminhado para a reciclagem através do rerrefino.


Com a informatização desse sistema, as pessoas poderão ter acesso sobre a logística reversa do óleo, bem como onde realizar a destinação correta, visando eliminar o descarte inadequado desse resíduo, um avanço importante do Programa Lixão Zero.


O que é o Programa Lixão Zero?


O Programa Nacional Lixão Zero é “uma iniciativa do Ministério do Meio Ambiente – MMA, que visa atender à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), com o objetivo de eliminar os lixões existentes no país e apoiar os municípios em soluções mais adequadas de destinação final dos resíduos sólidos, como os aterros sanitários”.


O MMA prevê que o sistema possa integrar as informações no SINIR (sistema de informação lançado pelo Ministério) e o desenvolvimento de um aplicativo online para a integração com os demais sistemas de logística reversa existentes no País.


Conforme dados do MMA, no ano passado foram coletados aproximadamente 465 milhões de litros de óleo lubrificante usado ou contaminado, em mais de 4.100 municípios. Com a logística reversa, foram produzidos mais de 300 milhões de litros de óleos básicos, o que equivale a 20% da demanda nacional.


Quer saber mais sobre o gerenciamento de resíduos? A nossa consultoria ambiental pode te ajudar! Clique AQUI e converse com um dos nossos consultores.





181 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo