top of page

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR EM ECONOMIA CIRCULAR?

“A economia circular é uma nova forma de olhar as relações entre o mercado, clientes, recursos naturais e a sociedade.” (WBCSD, 2017)


No documentário “A história das coisas”, de Anne Leonard, vemos retratado um modelo de produção insustentável, direcionado a uma sociedade de consumo exacerbado, e seus impactos negativos ao meio ambiente.


As coisas mostradas no filme são os bens de consumo e sua história é contada desde a extração da matéria-prima, confecção do produto, venda, compra e falsa ideia de necessidade, até o momento de descarte e poluição.


Esse modelo de produção abordado no documentário, é o que chamamos de linear: extrair > produzir > descartar. A ausência de soluções sustentáveis para os aspectos ambientais tocantes à atividade industrial, pode gerar grande acúmulo de resíduos que não recebem novos usos e induzir a exploração excessiva de recursos, levando ao esgotamento de matérias-primas.





Economia circular é a mudança em curso


A economia circular é o oposto disso e mostra que é possível mudar e pensar modelos econômicos nos quais os materiais não biodegradáveis possam retornar ao ciclo produtivo.


Para ficar mais fácil entender esse conceito, pense em uma máquina de lavar quebrada. E se ao invés de ser descartada, ela fosse enviada de volta à fábrica, desmontada, otimizada (ou consertada) e trazida de volta?


O ciclo, que habitualmente seria encerrado com o descarte do produto, é ressignificado e os produtos ganham um novo ciclo.


Princípios da economia circular


De acordo com a Ellen MacArthur Foundation, são três princípios básicos necessários para compreensão e aplicação do modelo circular de economia.


- Preservar e aumentar o capital natural


Este princípio começa com a alteração na forma de pensar produtos e serviços. Tem como base aumentar o capital natural sem degradar o sistema. Compreende a utilização de recursos renováveis ou que apresentem o melhor desempenho. Reduz-se os gastos com a extração de recursos, aproveitando-os ao máximo e da melhor forma possível.


- Otimizar a produção de recursos