• Thiago Santiago

Hidrogênio Verde: O combustível do futuro


Muitos países estão buscando urgentemente formas de suprir suas demandas energéticas sem continuar prejudicando o meio ambiente. Uma das soluções que algumas nações estão desenvolvendo é o hidrogênio verde, também conhecido como hidrogênio renovável. Recentemente, o fundador da Microsoft, Bill Gates, classificou esse combustível como a melhor inovação dos últimos tempos para combater o efeito estufa.


O que é Hidrogênio Verde?


O hidrogênio é o elemento químico mais abundante do universo. As estrelas, como o Sol, são formadas principalmente por esse gás, que também pode assumir o estado líquido.

O hidrogênio é muito poderoso, tem três vezes mais energia do que a gasolina. Mas, ao contrário dela, é uma fonte de energia limpa, uma vez que só libera água (H2O), na forma de vapor, e não produz dióxido de carbono (CO2).


Embora existam há muitos anos tecnologias que permitem usar o hidrogênio como combustível, há várias razões pelas quais até agora ele só foi usado em ocasiões especiais (como para impulsionar as espaçonaves da Nasa, a agência espacial americana). Uma delas é que é considerado perigoso por ser altamente inflamável — por isso, transportá-lo e armazená-lo com segurança é um grande desafio. Outro obstáculo é que na Terra, o hidrogênio só existe em combinação com outros elementos. Ele está na água, junto ao oxigênio, e se combina com o carbono para formar hidrocarbonetos, como gás, carvão e petróleo. Portanto, o hidrogênio precisa ser separado de outras moléculas para ser usado como combustível, o que é um processo que requer grandes quantidades de energia e de recursos financeiros.


Há alguns anos, contudo, o hidrogênio começou a ser produzido a partir de energias renováveis, ​​como solar e eólica, por meio de um processo chamado eletrólise. A eletrólise usa uma corrente elétrica para dividir a água em hidrogênio e oxigênio em um dispositivo chamado eletrolisador. O resultado é o chamado hidrogênio verde, que é 100% sustentável, mas muito mais caro de se produzir do que o hidrogênio tradicional.


Futuro


Atualmente, 99% do hidrogênio usado como combustível é produzido a partir de fontes não-renováveis e, menos de 0,1% é produzido por meio da eletrólise da água, de acordo com a Agência Internacional de Energia. No entanto, muitos especialistas em energia preveem que isso mudará em breve. As pressões para reduzir a poluição ambiental têm levado uma série de países e empresas a apostar nesta nova forma de energia limpa, que muitos acreditam ser essencial para "descarbonizar" o planeta.


Fonte: BBC


Para mais informações entre em contato com a nossa consultoria ambiental, clicando aqui.

21 visualizações0 comentário