Responsabilidade socioambiental




O conceito teórico de Responsabilidade Social originou-se por volta da década de 1950, primeiramente nos Estados Unidos e na Europa. Nessa época, surgiu uma preocupação com a excessiva autonomia das empresas e com o poder destas na sociedade sem a devida responsabilidade pelas consequências negativas de suas atividades. As primeiras definições eram ambíguas e vagas.


A Responsabilidade Social já foi batizada com vários nomes, como: Responsabilidade Social Corporativa (RSC), Responsabilidade Social Empresarial (RSE), Responsabilidade Socioambiental (RSA), Responsabilidade Social e Cidadania Empresarial (RSCE), Responsabilidade nos Negócios (RN) e Responsabilidade Social e Sustentabilidade (RSS).


O debate sobre temas como direitos humanos, direitos do trabalho, meio ambiente e desenvolvimento sustentável entre os países-membros das Nações Unidas, acarretou a reformulação da ideia de Responsabilidade Social com relação às organizações.


A responsabilidade social tem como princípio contribuir para o desenvolvimento sustentável, que é o tipo de desenvolvimento que possibilita a sustentabilidade da vida no planeta por meio de três dimensões: ambiental, social e econômica.


A responsabilidade social tem como finalidade adequar produtos, serviços, instalações e operações da empresa por meio de princípios, comportamento ético e transparente, visando:


I. A satisfação de requisitos da legislação e das pressões da sociedade.


II. A satisfação das normas internacionais, que exigem requisitos bem definidos de práticas socialmente responsáveis.


III. Difundir o seu marketing social, criando uma imagem direcionada por práticas de trabalho socialmente responsáveis em seus processos internos, de produtos e/ou serviços, além de agregar valores à comunidade.


Para que se possa cumprir essa finalidade a empresa precisa adotar o SGRS (Sistema de Gestão de Responsabilidade Social). O SGRS ainda está em processo de consolidação. Isso significa que ainda não temos uma norma única sobre o tema.


No Brasil há uma norma nacional, a ABNT NBR 16001, que também pode ser utilizada para fins de certificação. Também temos uma norma internacional, IS0 26000, composta por diretrizes e, portanto, não passível de certificação.


Quer saber mais sobre sustentabilidade corporativa? Clique AQUI para conversar com a sua consultoria ambiental.

4 visualizações

E-mail          contato@trilhoambiental.org

 

Telefones     +55  (31)  3221-6040 

                             

                             (31)  3245-8941

  • Linkedin da Trilho Ambiental
  • YouTube da Trilho Ambiental

Trilho Ambiental Ltda.

CNPJ 24.813.614/000.1-50

Rua José Pedro Drumond, n 204

 

Bairro Floresta, Belo Horizonte/MG 

CEP 30150-140

Mapa do Site:
Mapa do Brasil
Todos os direitos reservados à Trilho Ambiental Ltda.