Nova Lei do Saneamento Básico é aprovada no Senado




Em uma sessão remota ocorrida no dia 24 de junho de 2020, o Senado aprovou o novo marco legal do saneamento básico (PL 4.162/2019). O projeto é de iniciativa do Governo e foi aprovado em dezembro do ano passado na Câmara dos Deputados. Agora segue para a sanção presidencial.

Entre as mudanças propostas pelo texto da nova lei, estão a prorrogação do prazo para o fim dos lixões, a facilitação da privatização de estatais do setor e extinção do modelo atual de contrato entre municípios e empresas estaduais de água e esgoto.


Outra mudança importante será o auxílio a famílias de baixa renda, que poderão ter descontos na tarifa, para cobrir os custos do fornecimento dos serviços, e também poderão ter gratuidade na conexão à rede de esgoto.


O projeto estende os prazos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305, de 2010) para que as cidades encerrem os lixões a céu aberto.


Novos prazos para extinção dos lixões


ATÉ 2021: Capitais e regiões metropolitanas


ATÉ 2022: Cidades com mais de 100.000 habitantes


ATÉ 2023: Cidades entre 50 e 100.000 habitantes


ATÉ 2024: Cidades com menos de 50.000 habitantes


O Brasil enfrenta questões básicas de saneamento ainda não solucionadas que afetam a qualidade de vida da população e comprometem a qualidade das águas dos rios, lagos e represas. Diante desse cenário, é urgente um novo marco legal que possa melhorar as condições de saneamento da população brasileira e, consequentemente aumentar a produtividade, pois irá agregar valor.


Quer saber sobre questões ambientais chave e como as mudanças podem afetar positivamente o seu negócio? Clique AQUI e converse com a nossa consultoria ambiental.





12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo