ONU incentiva governos a reutilizar águas residuais



De acordo com o Relatório de Desenvolvimento Mundial da Água de 2017 da ONU, publicado nesta quarta-feira (22), mais de 80% das águas residuais no mundo são lançadas em rios e lagos sem tratamento, criando um impacto negativo na saúde e no meio ambiente. A poluição de dejetos humanos e animais afeta quase um de cada três rios na América Latina, Ásia e África, colocando milhões de vidas em risco, afirma o documento. O esgoto gerado por residências, indústrias e agronegócio não deveria ser visto como um problema, mas sim como um recurso para enfrentar as crescentes demandas atuais.

Ainda segundo a ONU, a população global deve aumentar em um terço e chegar a mais de 9 bilhões até 2050, o mundo irá necessitar de 55% a mais de água e 70% a mais de energia. As águas residuais podem contribuir nesse cenário de várias maneiras. Existe a possibilidade de usar o esgoto doméstico como fertilizante, retorna-lo para usá-lo em indústrias, municipalidades, agricultura ou para resfriar usinas de energia. E existe ainda tecnologias capazes de tornar essa água potável novamente.

O crescimento populacional indica não só uma maior demanda por água, mas também maior geração de águas residuais. O tratamento visando o reaproveitamento desse recurso deve ser uma alternativa a investida para minimizar o problema.

#ONU #Reaproveitamentodeáguasresiduais

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo