Novas áreas protegidas são analisadas pelo MMA



Na última sexta-feira secretários do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e representantes dos órgãos vinculados definiram prioridades para o processo de criação de unidades de conservação ao longo de 2017, como parte do estudo para criação de novas áreas protegidas em território brasileiro objetivando aliar temas como proteção da biodiversidade, mudança do clima, desenvolvimento sustentável e inclusão social.

O incremento das unidades de conservação contribui para o combate ao desmatamento e para o corte de emissões de carbono. Everton Lucero, secretário de Mudança do Clima e Florestas do MMA, destacou a importância da medida para o alcance das metas que o país assumiu no contexto internacional. De acordo com o presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Ricardo Soavinski, o objetivo é buscar a participação de vários segmentos na criação e na gestão das unidades de conservação.

A reserva extrativista foi apontada como uma categoria com potencial de inclusão social por ser base das populações tradicionais. A secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável, Juliana Simões explica que esse é o modelo para o futuro e traz muitos resultados positivos. José Pedro de Oliveira Costa, secretário de Biodiversidade, ressalta que a área protegida é um bem tanto para a biodiversidade, como também para água, clima e questões sociais.

#MinistrodoMeioAmbiente #UnidadesdeConservação #Áreasprotegidas

1 visualização

E-mail          contato@trilhoambiental.org

 

Telefones     +55  (31)  3221-6040 

                             

                             (31)  3245-8941

  • Linkedin da Trilho Ambiental
  • YouTube da Trilho Ambiental

Trilho Ambiental Ltda.

CNPJ 24.813.614/000.1-50

Rua José Pedro Drumond, n 204

 

Bairro Floresta, Belo Horizonte/MG 

CEP 30150-140

Mapa do Site:
Mapa do Brasil
Todos os direitos reservados à Trilho Ambiental Ltda.