Desmatamento na Amazônia alcança a maior taxa desde o ano de 2008



Entre os meses de agosto/2015 e julho/2016, a Amazônia perdeu aproximadamente 7.989 quilômetros quadrados de floresta, a maior taxa desde o ano de 2008, conforme o levantamento do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM).

O desmatamento no período equivale à derrubada de 128 campos de futebol por hora de floresta, segundo a entidade. O perfil fundiário dos responsáveis pela devastação teve pouca variação em relação aos últimos anos: a maior derrubada ocorreu nas propriedades privadas (35,4%), seguida de assentamentos (28,6%), terras públicas não destinadas e áreas sem informação cadastral (24%), e pelas unidades de conservação, que registraram 12% de todo o desmatamento verificado nos 12 meses analisados.

O estudo aponta a necessidade de envolvimento da sociedade no controle do desmatamento, além de uma nova estruturação de ações de comando e controle, criação de uma agenda positiva de incentivos à eficiência da produção em áreas já desmatadas e mais apoio para quem mantém seu ativo florestal, bem com participação do mercado e do sistema bancário no controle do desmatamento.

#Desmatamento #Amazônia #Floresta

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo