Empresa diz que retomada das atividades em meados de 2017 é viável



De acordo com a Vale, é viável que a Samarco retome suas operações em meados de 2017, vez que a empresa aguarda a concessão de uma licença ambiental que permite o uso de uma cava exaurida para depósito de rejeito, voltando a operar sem a barragem.

O processo está em análise pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (SEMAD) desde junho e, segundo a empresa, o uso da cava exaurida daria uma vida útil de pelo menos 03 (três) anos para a empresa.

Além disso, segundo a Samarco, eles estão trabalhando para evitar novos acidentes no período de chuvas que se inicia, fazendo dragagem no que restou de rejeitos e criando diques de contenção abaixo do que restou da Barragem do Fundão.


2 visualizações0 comentário