10 PASSOS PARA GERENCIAR O SEU RESÍDUO


O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) é capaz de reduzir desperdícios e gastos para o empreendedor



Com a chegada da Política Nacional de Resíduos Sólidos, em 2010, a correta destinação dos resíduos nas empresas tornou-se lei. Considerando esse cenário, o gerenciamento passa a ser uma necessidade e uma solução.


Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)


O Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) dá o direcionamento e o plano de ações para colocar essa obrigação em prática da melhor maneira possível. Possuindo um PGRS completo e que se adeque ao tipo de atividade da empresa, é possível:


- Identificar quais os processos que geram resíduos;

- Caracterizar os resíduos gerados, ou seja, classificá-los quanto a periculosidade e quantificá-los;

- Definir quais serão as formas de manuseio, acondicionamento, armazenamento e coleta dos resíduos;

- Apontar como será realizado o transporte dos resíduos, bem como seu tratamento e destinação final;

- Informar maneiras de reuso e reciclagem.


Esse plano de ação é capaz de reduzir os resíduos da fonte geradora e os gastos vinculados, trazendo inúmeros benefícios.


Boas práticas para gerenciar os resíduos sólidos


Se você quer começar a implantar a cultura do gerenciamento de resíduos sólidos na sua empresa, comece com boas práticas! Aqui vão 10 dicas valiosas!


# 01: Faça o levantamento de toda a geração de resíduos da sua empresa


Sim, toda geração! É importante não esquecer nenhuma etapa do processo produtivo.

# 02: Planeje as etapas produtivas respeitando a ordem de prioridades instituídas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos


Tenha em mente essa ordem: Não geração de resíduos, redução, reutilização, reciclagem, tratamento e disposição final. Processos mais ecoeficientes diminuem custos e ainda contribuem para o Licenciamento Ambiental.


# 03: Realize a coleta seletiva dos materiais


Plástico, papel, vidro, metal, orgânicos e resíduos gerais não recicláveis.


# 04: Atenção aos resíduos especiais


Os eletrônicos, hospitalares e inflamáveis devem ter tratados de maneira diferenciada.


# 05: Acondicione corretamente


O descarte, o manuseio e o acondicionamento correto dos resíduos possibilitarão a maximização da reutilização e reciclagem, já que alguns resíduos podem ficar irrecuperáveis se forem acondicionados de forma incorreta.


# 06: Mantenha-se informado


Busque saber sobre a legislação aplicável e faça os ajustes necessários. A palavra de ordem é Compliance Ambiental.


# 07: Faça a logística reversa


A responsabilidade compartilhada prevê que todos respondem legalmente pelos resíduos sólidos produzidos. Portanto, empresas devem planejar ações para viabilizar a coleta e a restituição desses resíduos, para reaproveitamento em ciclos produtivos ou destinação final adequada.


# 08: Reintegre


Sobras, aparas e produtos crus não conformes podem ser reintegradas ao processo produtivo. Isso economiza matérias-primas e insumos, podendo ainda reduzir o custo final do produto.


# 09: Promova parcerias com cooperativas de catadores e empresas especializadas


Assim, você destina corretamente os resíduos produzidos e melhora a qualidade de vida local.


# 10: Gere energia


Um dos maiores impactos ambientais dos lixões é a geração do gás metano. A usina de biogás, além de ser uma fonte energética de qualidade, é um Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), estabelecido no Protocolo de Kyoto, que gera créditos de carbono.


Reveja seus processos, hábitos e comportamentos, eliminando gastos e produção de resíduos desnecessários. O mercado está atento a novas soluções para lidar com os resíduos sólidos. Uma grande chance para a sua empresa se destacar, não é mesmo?


Quer implantar um PGRS para a sua empresa e não sabe como? Clique AQUI e saiba como podemos te ajudar!

32 visualizações

E-mail          contato@trilhoambiental.org

 

Telefones     +55  (31)  3221-6040 

                             

                             (31)  3245-8941

  • Linkedin da Trilho Ambiental
  • YouTube da Trilho Ambiental

Trilho Ambiental Ltda.

CNPJ 24.813.614/000.1-50

Rua José Pedro Drumond, n 204

 

Bairro Floresta, Belo Horizonte/MG 

CEP 30150-140

Mapa do Site:
Mapa do Brasil
Todos os direitos reservados à Trilho Ambiental Ltda.