08 Tipos de Desperdício e Como Eliminá-los




O Lean Manufacturing, também conhecido como produção enxuta, baseado no sistema Toyota de produção, é uma filosofia de gestão focada nas atividades básicas envolvidas no negócio e identifica o que é desperdício e o que é valor a partir da ótica dos clientes.


Eliminando esses desperdícios, a qualidade melhora e o tempo e custo de produção

diminuem.


Os 08 Tipos de Desperdício


O foco está nos oito tipos de desperdício: superprodução, defeitos, estoque excessivo, atividades desnecessárias, transporte excessivo, longas esperas, movimentação desnecessária e capital humano mal aproveitado. Segue uma breve explicação sobre cada tipo de desperdício:


• Superprodução: realização de serviços/atividades além do necessário ou realizado com muita antecedência para o próximo processo ou para entrega ao cliente;


• Defeitos: produtos ou serviços com problemas de qualidade, gerando refugos ou retrabalhos;


• Estoque excessivo: armazenagem em excesso de produtos acabados ou de materiais usados no dia a dia, resultando em custo excessivo;


• Processamento desnecessário: execução de uma atividade desnecessária ou utilizando ferramentas ou sistemas inadequados para a atividade;


• Transporte excessivo: movimento excessivo de pessoas, informações ou materiais, resultando em perdas de tempo, esforço e custo desnecessários;


• Espera: longos períodos de inatividade das pessoas ou informações, resultando num fluxo deficiente;


• Movimento desnecessário: má organização do local de trabalho, resultando em perdas de tempo, de qualidade e de ergonomia;


• Capital humano mal aproveitado: não dar importância às ideias e sugestões dos principais envolvidos durante a atividade.


Eliminando os Desperdícios


Para eliminar esses oito desperdícios, o Lean Manufacturing utiliza diversas ferramentas de produtividade e qualidade, tais como: mapeamento do fluxo de valor, TPM (manutenção produtiva total), SMED (troca rápida de ferramentas), 5S, Kaizen, entre outras.


O sucesso da implementação do Lean Manufacturing depende de alguns fatores-chave:


• Qualidade total imediata: buscar o “zero defeito”, a detecção e a

solução dos problemas em sua origem;


• Minimização do desperdício: eliminação das atividades que não geram valor e a otimização do uso dos recursos escassos (capital, pessoas e espaço);


• Melhoria contínua: redução de custos, melhoria da qualidade, aumento da produtividade e compartilhamento correto da informação;


• Processos “puxados”: os produtos são retirados pelo cliente final (conforme necessidade) e não empurrados para o fim da cadeia de produção;


• Flexibilidade: produzir rapidamente diferentes variedades de produtos, sem comprometer a eficiência da produção devido à produção de menores volumes;


• Boa e duradoura relação com os seus fornecedores, tomando acordos para compartilhar o risco, os custos e a informação.


O Lean Manufacturing pode ser resumido pelo uso de materiais corretos, no local correto, na quantidade correta (para minimizar o desperdício), deve ser flexível e disposto a mudanças.


O seu resultado é uma transformação cultural, que beneficia o cliente, gera mais lucro à organização e uma experiência muito enriquecedora para os envolvidos.


As melhorias do Lean Manufacturing são direcionadas à produção e às atividades da organização, porém vale ressaltar que toda melhoria da qualidade resulta também na melhoria do Sistema de Gestão Ambiental (SGA).


Quer saber mais sobre ferramentas de Gestão Ambiental? Clique AQUI e converse com a nossa Consultoria Ambiental.

7 visualizações

E-mail          contato@trilhoambiental.org

 

Telefones     +55  (31)  3221-6040 

                             

                             (31)  3245-8941

  • Linkedin da Trilho Ambiental
  • YouTube da Trilho Ambiental

Trilho Ambiental Ltda.

CNPJ 24.813.614/000.1-50

Rua José Pedro Drumond, n 204

 

Bairro Floresta, Belo Horizonte/MG 

CEP 30150-140

Mapa do Site:
Mapa do Brasil
Todos os direitos reservados à Trilho Ambiental Ltda.