O tráfico de espécies selvagens é considerado como a 4ª atividade ilegal mais lucrativo do mundo



De acordo com a Comissão Europeia, o tráfico de espécies selvagens é o quarto negócio ilegal mais lucrativo do mundo, atrás apenas do tráfico de drogas, de seres humanos e do comércio de armas. Estima-se ainda que o lucro anual da atividade gire em torno de 8 bilhões a 20 bilhões de euros.

O tráfico de vida selvagem ameaça a biodiversidade do planeta e coloca em perigo de extinção espécies como os elefantes, os tigres e os rinocerontes. Nos últimos anos, a procura global por fauna e flora selvagens e produtos derivados não para de aumentar.

Dados do Parlamento Europeu mostram que na África do Sul, em 2007, foram mortos ilegalmente 13 rinocerontes, e que em 2015 esse número subiu para 1175 animais abatidos, e que os chifres desses animais são usados na medicina asiática para tratamentos diversos, além de serem usados em joalheria e decoração.


5 visualizações0 comentário