top of page

A Revolução da Indústria 4.0





Considerada como a Quarta Revolução Industrial, o termo Indústria 4.0 surgiu nos EUA e na Alemanha e vem ganhando força no Brasil. Ela promete mudar a forma como as empresas lidam com seus negócios, aproximando-as ainda mais dos pilares da sustentabilidade.


Do ponto de vista dos desafios ambientais nesse cenários, teremos novas formas de gerenciar resíduos, energia, efluentes líquidos, emissões atmosféricas, dentre outras soluções.



Mas o que é a tão falada Indústria 4.0 afinal?


É uma fusão da automatização industrial com a tecnologia, por meio de conceitos como Internet das Coisas, Big Data (Megadados) e Cloud Computing (Computação na nuvem) .


Esse conceito envolve a criação de novos modelos de negócio, produtos e serviços. Na Indústria 4.0, as decisões no chão de fábrica são tomadas pelas máquinas de produção, dotadas de sensores capazes de comunicar-se entre si, receber informações em tempo real, armazenar dados na nuvem, identificar e corrigir defeitos sem intervenção humana.



Quais são os objetivos por trás da Indústria 4.0?


Aumentar a rapidez, a eficiência e a economia dos sistemas de produção;


Aumentar a receita, a participação no mercado e o lucro;


Alcançar maior eficiência energética;


Possibilidade de otimização do controle de estoques;


Minimização da geração de resíduos e perdas de matéria-prima.


Quais são os desafios após a implementação da Indústria 4.0?


A questão da segurança é um dos desafios da Indústria 4.0. Falhas de transmissão na comunicação máquina-máquina e eventuais “engasgos” do sistema podem causar transtornos na produção.


E no Brasil, como caminha a Indústria 4.0? Estamos preparados?


Segundo a revista Exame, algumas empresas de grande porte estão dando seus passos em direção à essa prática.